in denise, desencontros, gtalk, jives

gtalk, you bastard!

Daí que ontem, pós-expediente, um desencontro com a Denise quase nos fez ficar malucos. Três pedágios pagos, idas e voltas na Rod. Castello Branco e algumas dores de cabeça depois, vale a explicação:

29/07/2010, 12:27, Leonardo Pollisson escreveu:

Agora tudo calmo, me explica o seguinte: WHERE THE FUCK WAS SHE??
Cara na boa, perder a Sandra que tem 1.70m é uma coisa. Perder a Dê, com quase 1.80m é foda…rs

29/07/2010, 13:33, Robson Assis – eu, BTW – escrevi:

ahhaha, mano, foi o seguinte.

no gtalk, ela disse que ia sair 7 horas e ia pro mercado do lado do trabalho dela. Aí, depois de umas brincadeiras (na tpm nunca dá pra saber se ela tá falando sério ou não) começou a falar bullshit, tal, que não precisava ir buscar ela. Eu cortei e falei “pára que eu vou aí, só me avisa a hora que vc sair pra eu ter uma noção de quanto tempo posso demorar aqui”. E depois, offline. Não falou nada, nem avisou. Aí, passa uma hora. Eu, caralho, onde tá essa mina? Liguei no cel, nada. Fui no mercado, dei uma volta e uma olhada na praça de alimentação, nada. Fui na casa dela, nada.

E então, da casa dela, quando soube que ela não estava, liguei pra vc. Desespero monstro.

Voltei pra Alphaville, ela só podia estar no mercado ou no trabalho. Fui primeiro no mercado. Andei.todos.os.corredores. Nada.

Desci, encontro ela na praça de alimentação, de canto, cara de emburrada, sem me cumprimentar, nem falar comigo. Porque, claro, no fim de um desencontro desse naipe, a culpa é sempre do cara. Chegamos na casa dela, primeiras palavras, mó discussão à toa e descobri que ela tinha me avisado pelo gtalk, mas eu não recebi a mensagem.

Moral da história: não deixe o Google Talk influenciar seu relacionamento.

[vou postar isso]

  1. Damn!! What a story…Bom, pra eu não ouvir o evangelho, bote uns 4cm na altura da minha amada…Please…rsrsrs

Comments are closed.