in hd, jives, notebook

Tough Days pro Hard Drive

Era uma vez um HD e uma internet a fibra óptica de 16MB.

Eu tinha baixado 52GB do que comecei a chamar de minha coleção pessoal de filmes western. Guardei e criei uma pasta com todos os filmes que deveria ver, uma planilha separada por atores e diretores, com legendas para identificar o que eu já tinha visto e o que estava para ver. Ainda assim me sobravam os 52 GB de filmes de caubói para assistir. Eu decidi que iria escrever e aprimorar meus conhecimentos nestes filmes, criei um botão no blog pra compartilhar meus posts num lugar só, achei que estava tudo certo.

Nesse meio tempo eu fiz download de algumas séries que estavam atrasadas, outras novas, Boardwalk Empire, cuja primeira temporada é um dos meus assuntos inacabados nesta Terra. A nova temporada de How I Met Your Mother e Wilfred, que estava pra terminar também. Somando tudo acho que foram uns 47GB de séries, excluindo da lista as temporadas que deletava depois de assistir. Meus capítulos da terceira temporada de Man vs. Food também estavam lá. É, estavam.

Do outro da partição tinha minha lista de músicas, perto de 30GB da mais pura e honesta ilegalidade extraída dos servidores do mediafire. Alguma coisa do Torrent, como as discografias do Paralamas e do Roberto Carlos. O último do Wilco também peguei de lá. Meus raps, minhas mixtapes, minhas músicas próprias e riffs de guitarra gravadas no celular. Uns vídeos de New Metal que o Takami me passou e nunca tive oportunidade de assistir, os vídeos do casamento do Alan.

Pra resumir, esta é a nota de falecimento oficial do HD do meu notebook. Ele deixa todos esses órfãos por aí, uma vez que não vou pagar um centavo a mais pra garantia extendida recuperar tudo isso.

Fim.

  1. Já perdi coisas importantes antes por confiar na durabilidade de cds, pendrives e afins, que acabaram me deixando na mão, prometi pra mim que nunca mais deixaria o fato se repetir e hoje estou aqui usando um notebook que está quase em estado de auto-combustão. É revoltante, sofro com vc!

Comments are closed.