in jives, mundo, vida

Toma que o mundo é seu

Hoje, o amigo F. me lembrou de um filme que devo ter assistido na Tela Quente ou Temperatura Máxima nos idos dos anos 90. Se chama ‘Encurralados’ e conta a história de um homem perseguido por um motorista enfurecido num caminhão, bem, com esse resumo – e caso tenham quase 30 anos – vocês já devem ter se lembrado também.

Apesar de ficção, foi minha primeira experiência de contato com o fato de que qualquer pessoa no mundo pode fazer o que lhe der na telha (olha as gírias datadas) com o que está a sua volta. O filme não falava de um mundo paralelo, não eram fadas, magia, nem o Leslie Nielsen deixando uma estátua excitada. Era apenas um motorista de caminhão perseguindo um cara que dirigia um carro. Nada tão distante assim da realidade.

De um lado, esse filme me deu a sensação de que qualquer merda poderia acontecer a qualquer momento, porque depois você descobre que as pessoas fora de um parâmetro de sanidade podem quebrar vidros de lojas quando o time de futebol perde o campeonato, ou te agredir com um taco de baseball dentro de uma livraria ou implodir um poste, sempre que quiserem.

Por um outro lado – o que prefiro me lembrar -, ‘Encurralado’ me garantiu aquela sensação de que você pode fazer o que quiser e alterar a realidade da forma que você bem entender, seja qual for a ocasião. E que não é uma placa de ‘não pise na grama’ que vai impedir seu picnic.

***

A parte boa de toda essa lorota é que o filme inteiro dublado está disponível no youtube: