in aforismos, clube da luta, curtos, jives

Amigo, eu me desesperava

Eu queria certezas. Eu temo por elas, sofro por elas. Tudo o que pedi desde que não tive tempo de decidir que tipo de vida adulta eu levaria, tudo o que peço é alguma certeza. Uma dessas que me incomode, que conviva rechaçando suas dúvidas, porque é fato, não há lugar para o sossego, senão na tristeza.

Daí quando tudo parece ficar bem, vejo a própria Marla Singer me pedindo pra escorregar naquela caverna de gelo, com a fumaça do cigarro lhe encobrindo a cara, me dizendo especialmente pra seguir em frente que é a melhor saída pra tudo, que na verdade é a única saída pro autoconvívio.

Essas palavras não querem dizer nada além de uma fria e angustiante luta contra a noite.

E eu não posso ver um cara desconhecido mais de três vezes seguidas no mesmo dia sem achar que é o próprio Tyler Durden.