Copacabana, Bitch

“(…)São as primeiras gravações do Gil no exílio, feitas em dois canais e são só seis músicas, mas, repito, destrói com garbo, elegância e bicho-grilice, toda a onda atual de violãozinho. É tipo você se achar foda porque é designer de flyer duma balada de moderno e de repente descobrir que seu vô inventou o LSD”

Trecho extraído da resenha do disco Copacabana Moun Amour, de Gilberto Gil, na revista Vice desse mês.