que fita errada

Quero expor aqui um causo que explica muito sobre o desapego e/ou falta de interesse relacionado a minha pessoa (vai crase aqui? desaprendi). Ontem, cheguei em casa por volta das 20h, meu pai tinha dito pelo Whatsapp para ligar assim que chegasse, mas acabei não conseguindo e mandei uma mensagem de áudio:

— Oi pai, tudo bem? Não tô conseguindo ligar, mas tá tudo bem, acabei de chegar, vou dormir daqui a pouco, tô vendo um filme, tá tudo bem aí né? bjs

Meus pais me ligam basicamente todos os dias. Se eu passo dois dias sem telefonar, existe um drama imenso sobre como eu estou me distanciando ou apenas um “esqueceu do teu pai e da tua mãe?” dramático de Dona Bernarda. Meu pai diz às vezes que nem lembra como é minha cara, é daora.

E então, a resposta, minutos depois:

— Oi, Robson, tá tudo bem sim. Tua. mãe. foi. atropelada. mas tá bem aqui, na cama, deitada e descansando, mas tá tudo bem sim viu? bjs.

Calculem.

(No fim das contas, ela foi atropelada mesmo por atravessar o farol erradamente e meio que sem notar que é uma sexagenária. Acabou tudo bem e foi apenas um susto realmente, mas imaginar a sua mãe de quase 67 anos caindo no meio fio da estrada do campo limpo não é das melhores cenas que você pode ter que imaginar na vida morando há 45km de distância, sabe?)

Admito

Eu admito que até agora fui na sorte. Com decisões tardias, com desespero, sozinho e com trampos mal pagos, inconsequente com o que quer que aparecesse na minha frente. Vendo os amigos se dando bem na vida e feliz por cada um deles terem se descoberto e formado famílias. Destruindo amores e sendo destruído por eles, como daquela vez que fiz um campeonatinho de ‘tirar fininha’ com um cara na marginal pinheiros. Começamos brigando, nos tornamos amigos e buzinamos. Nunca vou esquecer aquele dia. E esse sou eu comparando a liquidez dos amores e das amizades de trânsito. Minhas memórias estão perdidas, descobri esses dias. Traumas. Milhões deles. E programas de domingo olhando pro meu pé no chão ouvindo a voz do Rodrigo Faro. Eu me vejo assim. E com umas migalhas de pão por cima da camiseta, talvez uma mostarda também, pra dar aquele ar blasé de vida destruída. Estou acostumado a me mudar, a me adaptar, a viver a mesma vida em ocasiões diferentes. Nunca me acostumei a viver outras vidas no mesmo lugar. Provavelmente é o que 2015 deve começar a me ensinar.

Merdas teóricas

Eu hoje classifiquei duas pessoas das maneiras mais legais pelas quais eu classificaria pessoas e acabei perdendo aquele embate ideológico com F. e J. em que dizia que elas julgavam demais os livros pelas capas.

A primeira vítima de minha categorização foi o-cara-que-parece-um-vídeo-do-youtube, um fulano tão assumidamente caricato que faz de sua vida um imenso zorra total repleto de jargões e frases feitas e deboches na cara da sociedade como uma espécie de Brendan que não deu certo por motivos de pura falta de sorte.

A segunda foi a-moça-que-lhe-partiria-o-coração-em-segundos e essa já é bem autoexplicativa, mas vem muito de encontro ao que eu estou evitando na vida, ou seja, problemas de cunho sentimental que eu adoraria ter, embora esteja evitando e preferindo muito mais o meu netflix maneiro e toda a misantropia que a sociedade me ensinou.

Obviamente continuarei dizendo que elas julgam demais as pessoas pela capa, o que obviamente é também um julgamento e a gente segue assim criando conceitos sobre conceitos e preconizando o inevitável saber que eu continuo fazendo merdas teóricas demais nessa vida.

Que fase, amigos

Daí uma mulher me manda um SMS DO.NADA:

ola meu anjo kd vc ta td bem ? vc muito especial que deus te tudo de bom em dobro estamos bem graças a deus bom fique na paz deus te abençoi muito bjs!!

Não sou eu, presumo.

Ela repete a mensagem outras três vezes durante a semana. Não tenho créditos, mal uso esse celular, mas gente ainda me liga nele, so… Tive de deixar a coitada mandar mais mensagens até reparar que estava enviando pra pessoa errada. E então, nova mensagem:

ops . descupe flor foi uma mensagem errada pra vc eu acho: meu cel tá doido = rsrsrs

Pensei poucas vezes sobre o assunto, mas, com esta mensagem, cancelei da mente, manja? E aí, no outro dia…

Amiga que felicidade que [presente] de [coração].

Nesta mensagem, as palavras presente e coração eram emoticons, que eu não imaginava poder enviar via SMS, mas, acredite, é possível. A orkutização chegando a lugares nunca antes imaginados. Brasil, um país para todos.

E ela tá frenética. Já fiquei sabendo que alguém engravidou: o amiga to muhto feliz pois agora vou ser tia, agora que meu marido vai alugar esta casa para nns bjs. Ah, e outra coisa: cah o odair vai na quarta vc quer alguma coisa nao fq. com vergonha so tua amiga ok bjs.

Que vibe.